quarta-feira, 29 de abril de 2009

Arte com guarda-chuvas



Simples e criativo :)
Clique nas imagens para ver mais.

SAC Vegano



Tá, virei vegetariana. Mas basta somente parar de comer? E a roupa que eu visto? E o creme que eu uso?
Será que esses produtos que usamos no cotidiano não contribuem para essa indústria da matança?
Para acabar com essas dúvidas, um grupo de vegetarianos criou o site SAC Vegano, baseado na comunidade do Orkut de mesmo nome.

Com "a finalidade de entrar em contato com o Sac de diversas empresas e relacionar quais teriam ou não produtos livres de ingredientes de origem animal, bem como relacionar as marcas testadas em animais". O site ainda tem poucas informações, mas com a ajuda de todos, logo se tornará referência em informações sobre a origem dos produtos de várias marcas.

Acesse: www.sacvegano.com.br

Porque não basta parar de comer, tem que tirar do dia-a-dia.


Post originalmente publicado no blog do VEM, eu também contribuo por lá.

terça-feira, 28 de abril de 2009

Possíveis Multiplicadores


No dia 24 de abril, ocorreu na Uepa a reunião dos Possíveis Multiplicadores. Reunião com o objetivo de explicar melhor o que é o Design Possível e incorporar ao grupo os interessados no trabalho da DP.
Contamos com a presença de Júlia Asche (Representante do DP São Paulo e responsável pela rede DP Brasil) e Sharlene Melanie (DP Amazonas), que estavam na cidade para participar da Expo Design Belém.
Os principais pontos abordados foram a finalidade do DP, como ele pode ajudar atendendo a realidade social de cada área e contribuindo para o desenvolvimento da comunidade. A importância da dedicação dos possíveis e como o DP deve se adequar a realidade de cada região.



Júlia mostrou um pouco do seu trabalho na DP, e Sharlene nos explicou sobre a comunidade que eles estão se envolvendo em Manaus. Um ponto bastante relembrado foi a sensibilidade que este trabalho exige e a importância em ganhar confiança dos grupos, saber como trabalhar com cada um.

Eva, Natacha e Guga falaram sobre o que a DP Belém está fazendo e como eles pretendem trabalhar. Falaram da SOAMI (Sociedade dos Artesãos de Icoaraci), e do Liceu de Artes e Ofícios (escola de ensino complementar) e da intenção de trabalhar com esses grupos. O DP Belém vem se concentrando em trabalhar com o Liceu, e as propostas de trabalhos já são várias.


Nesta reunião percebemos que apesar de diferentes e trabalhando de formas bastante distintas os possíveis tem um ponto forte em comum, e é o que os une: a vontade de trabalhar pelo social. Por um Design ecologicamente correto, socialmente envolvido e economicamente justo.

Ah! e este post esta no DP Pará, que agora eu também atualizo :D

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Viral da Heineken

Heineken Globo Disco KEG

Notícia velha, mas que eu não poderia deixar de comentar a respeito. Depois do sucesso do aplicativo da Heineken para o Iphone, o novo viral da empresa esta mais famoso ainda e realizando o sonho de qualquer bebum. É um barril de 5 litros de cerveja :D

Com a intenção de promover a Rádio Heineken, e de acordo com o conceito, fazer a festa em casa. A Heineken realizou essa ação voltada para blogueiros e formadores de opinião. Um globo espelhado de 40 cm de diâmetro foi enviado para 50 veículos. Dentro deles o tal barril de 5 litros.

Criação da Fischer América.

terça-feira, 14 de abril de 2009

Você já quis ser outra pessoa?

Esse fim de semana eu assisti “Quero ser John Malkovich” do Spike Jonze. E sinceramente, o diretor foi muito feliz neste filme. Roteiro maravilhoso, muito bem pensado. E leva a tona a velha discussão do "e se eu não fosse eu?". Quem nunca quis ser outra pessoa que atire a primeira pedra. Mas o filme é mais feliz em mostrar também o outro lado, de que não adianta nada isso tudo, se fossemos outras pessoas continuaríamos sendo nos mesmos. Não entendeu nada? Então vai ver o filme! Vale a pena!

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Pinte uma canção

Como promover um artista na internet? Antes era bem fácil, era só convidar alguém para baixar uma mp3 do artista. Mas hoje, é tão fácil conseguir uma mp3, e são tantos e-mails, recados e convites que fica difícil prestar atenção em todos. As referências musicais aumentaram, esta mais fácil conhecer novos e interessantes trabalhos, além das bandas que você já quer conhecer e ainda não arranjou um tempo, fica difícil reservar um tempinho para aquele que você nunca ouviu falar. Eu possuo uma lista de albuns pra baixar que nunca consigo terminar, será que vou me dar ao trabalho de escutar algo que nunca ouvi falar? Talvez sim, mas na maioria das vezes não.
Como conquistar os grupos que dão cada vez menos atenção ao que é indicado via internet? Labuat sabe. Ele criou um site interativo com a sua música. A música é agradável, e a interação te pega e te gruda na frente do monitor e te força a escutar a música até o final. Nos tempos de web 2.0 essas ações fazem toda a diferença entre o que vai passar despercebido e os que irão se destacar. Puta sacada!

Confira: http://soytuaire.labuat.com/noflash.html

quarta-feira, 8 de abril de 2009

E agora?

A Discografias acabou. É, a LEI pressionou, e a comunidade foi fechada. Até isso acontecer eu não tinha percebido o quanto a minha vida musical dependia da mesma. Caramba, onde eu vou baixar CDs?
Dramas a parte, o orkut, pra mim, sempre foi uma ferramenta pra baixar CDs, seriados, filmes e de me manter informada sobre a agenda cultural da cidade. Se continuar desse jeito, ele vai perder sua principal característica, e o motivo pelo qual muitos o utilizam: para compartilhar.
Tirando as bandas independentes, ta difícil agora baixar musicas na internet. Tá, não ta tãããão difícil assim, mas perdeu a praticidade! Antes era só digitar o nome do artista no discografias e pronto :)
Já recriaram a comunidade, e agora tem um novo dono, mas ainda não tem o acervo que a Discografias tinha. E o forte da comunidade, sem duvida, era o acervo.

Será que o dono da comunidade tem culpa das pessoas se interessarem por trocar musicas? Ele deveria mesmo ser punido por gerenciar aquilo que acontece na internet inteira?
A troca de arquivos com direitos autorais acontece na internet inteira, em blogs, site, comunidades, foruns, grupos... A Discografias tinha muito destaque pois era a maior comunidade e melhor organizada. Mas até que ponto vai a culpa do dono da comunidade? Uma coisa eu sei, isso foi pressão das gravadores, artistas e empresários. E se tem uma coisa que me irrita, é ver a LEI sempre do lado dos mais fortes. E a população? Até onde vão os nossos direitos? Qual o problema de uma comunidade de compartilhamento? Daqui a pouco vão deletar as comunidades sobre filmes porque aquelas pessoas não compraram DVDs originais, e esse tipo de comentário incentiva a pirataria! Que é isso? Isso é ditadura!
Se os DVDs e CDs fossem baratos nós não compraríamos piratas. A culpa e do governo e seus impostos abusivos. Sim, pirataria é crime, mas só vender e comprar pirata que é crime. Baixar na internet e gravar para uso pessoal não é. Obstruir os meios do cidadão conseguir seus arquivos só vai fazer mais e mais ele recorrer ao pirateiro da esquina.

Essa discussão já é velha (desde a Napster), e acredito que as grandes empresas da industria fonográfica devem rever suas estratégias. O maior consumidor de musica é o jovem, e jovem não compra mais CD. Aprendam com bandas como o Radiohead. Eles sabem o que fazem.

(é, revolta, e de volta ao e-mule).

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Brega? Eu?

Tá, eu posso ser brega, mas eles são mais! Vocês já viram a grife dos dois? A Calypso Vest? pff!

sexta-feira, 3 de abril de 2009

História da Arte

http://images.art.com/images/products/large/10053000/10053979.jpg
Estava conversando hoje no curso sobre a importância de conhecer a história da arte. Muitos defenderam o fato de não pesquisarem o assunto por acharem chato, e até cansativo todos esses conceitos e estilos. Eu discordo, tem tanta coisa bonita e inspiradora! E de onde vieram todas as inspirações dos grandes artistas do nosso tempo? Sem duvida pesquisar os grande nomes antigos nos dará muito conhecimento para criar. Recomendo a todo ser criativo, pensante e critico que pesquise sobre arte. A arte em todas as suas manifestações: pinturas, instalações, musica, cinema... A arte é linda, conheça mais!
Vou procurar mesclar as referências que postarei por aqui, e não abordar só o contemporâneo.
Conhecer e estudar história da arte é experimentar o encantamento e as emoções despertadas pelas obras dos grandes artistas. Além das referências criativas, a familiaridade com a arte nos permite uma melhor compreensão do mundo.
As obras de arte são as expressões sentimentais do autor e contam, talvez até de forma mais fiel, a história humana.
A arte está intimamente ligada a cultura e ao sentimento de um povo, é um testemunho histórico e está presente em vários objetos do nosso cotidiano.

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/d/de/Salvador.Dali-Profile.of.Time.JPG/450px-Salvador.Dali-Profile.of.Time.JPG

Nas fotos: obras de Salvador Dali, meu idolo maior.

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Hora de Quem?

http://2.bp.blogspot.com/_uh1flMrc7Lc/ScKdRkHT4tI/AAAAAAAABKw/4XtR3f2Lv0g/s400/hora-do-planeta.jpg


A Hora do Planeta aconteceu em Belém, mas foi uma pena que os meios de comunicação da região não se mobilizaram em divulgar o evento. O resultado foram ações isoladas em pontos turísticos.

O “Earth Hour” 2009 (Hora do Planeta) é um ato simbólico promovido pela WWF, no qual governos, empresas e a população de todo o mundo são convidados a demonstrar sua preocupação com o aquecimento global e as mudanças climáticas.
O gesto simples de apagar as luzes por sessenta minutos, possível em todos os lugares do planeta, tem o significado de chamar para uma reflexão sobre o tema ambiental.
Em Belém, o Mercado de São Brás, o Parque Zoobotânico Bosque Rodrigues Alves e o histórico Mercado Ver-o-Peso tiveram suas luzes apagadas, porém, muita gente acredita que apenas faltou luz já que é comum a Celpa prestar péssimos serviços à região.

Passei pelo mercado de São Brás por volta das 19h e vi que estava acontecendo um show, havia banner da Hora do Planeta e umas 40 pessoas por lá, mas não sei nada sobre os acontecimentos depois e nem o que aconteceu nos demais pontos. Também não conheço ninguém que tenha ido para esses lugares, ou que tenha apagado as luzes de suas casas. E vocês? O evento foi bem sucedido por aí?

Pra mim, aqui foi um problema de comunicação, já que a divulgação foi via internet e em Belém isso é realidade para poucos.


Mas houveram ações interessantissimas no mundo todo, uma delas foi empresas como a Arla Foods que apoiou o evento até nas suas embalagens:


http://comunicadores.info/wp-content/uploads/2009/03/arla_black_milk.jpg


Na embalagem continha informações sobre o evento e dicas sobre como preservar o meio ambiente.